As verdades sobre aparelho ortodôntico que nunca te contaram

com-que-frequencia-pessoa-deve-ir-dentista-para-manter-saude-bucal-dia-blog-ortobom-odontologia-curitiba-franquia-dentista
Com quem frequência uma pessoa deve ir ao dentista para manter a saúde bucal em dia?
16 de agosto de 2017
aprenda-saude-gengiva-sangramento-halitose-mau-halito-blog-ortobom-odontologia-curitiba-franquia-dentista
Aprenda tudo sobre a saúde da sua gengiva – evite sangramentos e mau hálito.
16 de agosto de 2017

O aparelho ortodôntico é utilizado para corrigir o posicionamento e alinhar os dentes e é eficaz para a reabilitação bucal e melhora da oclusão (mordida). Febre entre os adolescentes, eles são utilizados até mesmo como acessórios: borrachinhas coloridas que viraram populares principalmente entre a população mais jovem.

 

Mas, você sabia que utilizar as borrachinhas sem discriminação pode levar a movimentações indesejadas nos dentes?

 

Os ¨elastics¨ ou as ¨borrachinhas¨, mais do que dar um toque de cor especial no seu aparelho metálico, são utilizados para prender o fio ortodôntico no braquete, que são aqueles quadradinhos colados em cada dente. A borrachinha faz uma pressão no fio para ele encaixar no braquete, permitindo então que o dente se movimente de acordo com a direção e força empregada. Por essa razão, essas borrachinhas devem ser trocadas apenas com a prescrição e supervisão do cirurgião dentista. A troca destas aleatoriamente e sem cuidado podem causar movimentos excessivos e levar a reabsorções ósseas e até mesmo perdas dentárias.

 

Mas não é só adolescente que pode usar aparelho não!

 

Não? Não. É verdade que os aparelhos ortodônticos funcionam melhor em pacientes em fase de desenvolvimento ósseo, pois os ossos ainda não estão totalmente formados e o paciente apresenta um metabolismo mais acelerado, levando a tratamentos mais curtos, mas é claro que tudo isso depende dos objetivos traçados. Porém, isso não significa que pessoas com 30, 40, 50 anos ou mais, não podem utilizar o aparelho ortodôntico. Podem e devem, sim! Desde que os tecidos ao redor dos dentes estejam saudáveis e não haja risco de perdas dentárias, pode ser realizado um tratamento eficaz levando a melhora na funcionalidade e estética do sorriso. Doenças periodontais severas ou o uso de próteses ou implantes, podem impossibilitar ou dificultar o tratamento.

 

A estética é o principal fator motivacional para os pacientes buscarem o tratamento ortodôntico. E a melhoria estética resulta em um aumento da autoestima, trazendo bons frutos para a vida pessoal e até mesmo para o trabalho. Muitas pessoas, por terem os dentes tortos, ficam envergonhadas ou incomodadas e acabam sorrindo menos ou tentando disfarçar para que os outros não percebam, tendo um pior desempenho social e até mesmo profissional, pois quando a autoestima está baixa, as pessoas ficam com receio de se expor.

 

Porém não é somente a estética que pode ser melhorada com o tratamento, existem vários fatores funcionais que podem ser alteradas com o seu uso: como a melhora da oclusão (tratamento de mordidas cruzadas, mordidas abertas, fechamento de espaços), preservação de saúde periodontal (má posições dentárias que ocasionam dificuldades de higienização levando a gengivite e periodontite), tratamento de dores de cabeça ocasionadas por mas oclusões, desgastes dentais por forças excessivas em determinados dentes, alterações de fonação e deglutição (nestes casos, podendo haver necessidade de uma equipe multidisciplinar associando fonoaudiólogos ou outros profissionais), recuperação de espaços para posicionamento de próteses/implantes, entre outros.

 

Existem diversos tipos de aparelhos, como os expansores bucais, os aparelhos móveis, os aparelhos de contenção, aparelhos fixos metálicos e estéticos. Entre em contato com a Ortobom Odontologia mais próxima de você, descubra qual o melhor tratamento para você e beneficie-se de um tratamento que trará melhora em sua autoestima e pode te ajudar a ter uma qualidade de vida muito melhor!!!!

 

Autora: Dra. Thaise Menezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *